Notícias curtas
Fazer um tour
Compartilhar
!

Classe C domina Facebook e Twitter no Brasil, diz especialista



Entre os usuários mais elitistas do Facebook e do Twitter, o fenômeno ganhou um apelido: a "orkutização" das redes sociais. Um levantamento inédito do instituto Data Popular agora quantifica essa transformação. De 2009 para cá, a chamada classe C – termo equivalente a classe média, estrato ao qual 30 milhões  de brasileiros ascenderam nos últimos dez anos – passou a ser maioria nos dois sites, que se tornaram sócio-economicamente muito parecidos com o popular Orkut.
Há três anos, a classe AB (ou classe alta) era franca maioria nessas redes sociais, com 64% de presença no Facebook e 81% no Twitter. A classe C tinha modestos 32% no Facebook e 18% no Twitter. De acordo com o levantamento do Data Popular, agora a classe C tem 56% dos usuários do Facebook (contra 24% da elite) e 55% do Twitter (também contra 24% da elite). Bem semelhante ao Orkut, que tem 57% de classe C e 23% de classe AB, proporção que o site já registrava em 2009, quando contava com 50% de classe C e 34% de classe AB.
A nova distribuição sócio-econômica do mundo virtual reflete melhor o que acontece na sociedade brasileira "real". Segundo dados oficiais, a classe C abrange 53% da população, a classe DE tem 27% e a classe AB, 20%. A proporção também corresponde à presença das classes sociais na internet como um todo, segundo a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio: entre os 75 milhões de internautas brasileiros, 48% são da classe média, 44% da classe alta e 8% da classe baixa.
As informações são do repórter Pedro Carvalho, do iG 
Rodriggo Dell · Iago Bruno Rede Social Beta © 2014 · Termos · Privacidade · Equipe · Contato · Sobre · Participar