Notícias curtas
Fazer um tour
Compartilhar
!

"Hedonômetro" mede felicidade dos usuários do Twitter


Matéria via Exame.com

Um sistema de medição da felicidade que analisa de forma contínua as mensagens que circulam no Twitter permitiu a cientistas americanos medir os estados de ânimo dos usuários.

Este medidor de felicidade e tristeza, que funciona graças a um programa de computador, é denominado "hedonômetro" e está disponível ao público a partir desta terça-feira no site Hedonometer (www.hedonometer.org).
O "hedonômetro" coleta dados publicados no Twitter nos últimos cinco anos e mede os altos e baixos no estado de ânimo dos usuários desta popular rede de troca de mensagens.
O programa analisa 10% de todos os tuítes enviados em inglês, dando uma ideia do humor da comunidade digital, especialmente nos Estados Unidos.
Assim, os pesquisadores descobriram que o 15 de abril, dia do atentado contra a Maratona de Boston, foi o dia mais triste medido em cinco anos pelo "hedonômetro", um pouco pior do que o dia do massacre na escola de Newtown, Connecticut (noroeste), em 14 de dezembro de 2012.
Os dias mais felizes para os usuários do Twitter foram Natal e Ação de Graças, afirmaram.
Este "hedonômetro" se baseia em cerca de 10 mil palavras classificadas em uma tabela de um a nove. No topo do ranking, a palavra "feliz" alcança 8,30 pontos e "hahaha", 7,94. Na lanterna, "acidente" recebe 2,60, "guerra", 1,80 e "prisão", 1,76.
O sistema coleta todos os dias 50 milhões de tuítes de todo mundo por dia, segundo os cientistas da universidade de Vermont (nordeste) e a MITRE Corporation, uma organização de pesquisas sem fins lucrativos.
"Colocamos todas estas palavras em um enorme recipiente" para calcular um índice de felicidade, disse o pesquisador Peter Dodds.
"Isto dá uma boa ideia do grau de felicidade em tempo real", explicou.
O dia em que um comando americano matou Osama bin Laden foi medido, paradoxalmente, como mais triste do que a média, segundo Dodds, que destacou o grande número de palavras "negativas" como "morte" ou "assassinado" que circularam no Twitter.
Os incentivadores do projeto querem ampliar os dados incluídos no "hedonômetro" para incluir, entre outros, Google Trends, The New York Times e blogs.
A mesma equipe de pesquisadores publicou em fevereiro uma análise dos tuítes de telefones celulares para classificar as cidades dos Estados Unidos que fossem mais atraentes para viver.
Napa, na Califórnia (oeste), liderou a lista, e Beaumont, no Texas (sul), situou-se no final da tabela.
A palavra "hedonômetro" foi inventada no século XIX pelo filósofo e economista irlandês Francis Edgeworth para descrever "um instrumento ideal para a medição contínua do grau de satisfação de um indivíduo".


Rodriggo Dell · Iago Bruno Rede Social Beta © 2014 · Termos · Privacidade · Equipe · Contato · Sobre · Participar