Notícias curtas
Fazer um tour
Compartilhar
!

Será que um dia teremos um Android para Desktops?

Desde 2012 muitas pessoas vêm dizendo sobre o lançamento do Android 5.0 e que este poderia ser lançado também com uma versão para desktops.
Mas afinal, será que o Android vingaria em desktops assim como o Windows?

Bem, antes de tudo, devemos lembrar que o Android é open-source, ou seja: o preço de computadores com Android seria mais barato do que os computadores com Windows, o que faria com que pessoas que procuram computadores mais baratos optassem por computadores com Android.
Além disso, o Android tem um vasto número de usuários, o que levaria ao desenvolvedores criarem aplicativos compatível com o sistema.
Outro fator que facilitaria a venda dos Desktops com Android é que muitas empresas tem uma "amizade" mais próxima à Google do que à Microsoft, como a HP, Asus, Samsung, Acer, Lenovo, LG, entre outras.
Já existem computadores com Android no mercado (o Ativ Q, da Samsung, o A10, da Lenovo, o Transformer AIO, da Asus, e este all-in-one da Acer são alguns exemplos), porém eles não possuem uma versão "final" do Android, isso significa que podem ser apresentadas algumas falhas.

Enfim, seria interessante ter computadores rodando Android, e talvez se torne uma realidade num futuro próximo, mas afinal, como a Microsoft ficaria? (afinal, ela depende do Windows para tudo)
Abaixo segue uma matéria do Forbes, traduzida, sobre o assunto:

O pesadelo que mantém a Microsoft de olhos abertos... Android para Desktop
Desde o início do século XX, as coisas têm funcionado da seguinte maneira: você compra um computador, ele roda Windows, e alguns de vocês também compra uma cópia do Office. Microsoft recebe uma fatia de quase todos os computadores vendidos.

Quanto mais e enquanto a maioria dos laptops e desktops continuam carregando a "taxa da Microsoft" há uma linhagem toda da computação que a empresa a Microsoft não tem uma fatia. O mercado de Smartphones e Tablets é a linhagem que eles adorariam estar intensamente envolvidos e enquanto eles estão fazendo seu melhor, a antiga inimiga Apple está muito bem estabelecida com seu iOs e Google está dominando a situação com o Android.

Google, com o Android, é a maior ameaça para a Microsoft. Apple está sobre uma situação similar à Microsoft – no caso da Apple, eles contam com hardware e software juntos, porém a Microsoft foca no lado software das coisas. Mas google, com seu software "livre", está fazendo um jogo totalmente diferente. A receita recorrente dos usuários por meio da publicidade é a chave. Quanto maior for o número de usuários no mundo Google, melhor fica a empresa de Mountain View.

Qual seria a melhor maneira de expandir seu alcance não só com o navegador, mas com toda a área de trabalho?

No momento, Google possui o Chrome Os, e um número de hackers, desenvolvedores, e fabricantes estão a brincar com ele – O Chromebook da Samsung é um exemplo óbvio aqui. Mas é um Sistema Operacional separado do Android. Google realmente precisa de dois sistemas operacionais?

E aqui está a coisa mais preocupante para a Microsoft. Se Google se esforçar com seu próprio SO usando o Android, e trabalhar numa distribuição sólida do Android, quantas fabricantes estariam  prontas para fazer a mudança para um SO alternativo em seu portfólio? Quantos departamentos de TI estariam prontos para apoiar o sistema? Quantos consumidores se sentiriam confortáveis rodando o mesmo sistema de seus smartphones?


Usuários comuns não vão fazer a mudança desde que eles possam ver que a opção é viável, que um computador Android irá satisfazer todas suas necessidades... no geral, as pessoas precisam ver outras pessoas usando o sistema para se sentirem confiáveis na mudança.

As fabricantes irão precisar aceitar e comprometer-se ao Android para PC, Google precisa ir em frente com o projeto e dar-lhe peso corporativo.

Microsoft também está sentindo a pressão da Google como o Google Docs reduziu a demanda dos produtos do Office Suite, e esta pressão irá continuar. Se Google fosse para a ofensiva e direcionasse o mercado de Desktop e Laptop com o mesmo vigor que foi com o mercado móvel e a publicidade móvel... isso colocaria um grave buraco no principal fluxo de receita da Microsoft, trazendo mais olhos para a Google.

Eu não tenho nenhuma informação dobre a possibilidade de uma versão para desktops do Android, mas a Microsoft também não. Mas eu aposto que eles tenham considerado a possibilidade, e que eles fariam com o modelo de negócio da Microsoft e o que a perda de uma porcentagem razoável do mercado de Sistemas operacionais faira a eles.

Consumidores mudando de Windows para Android? Para a Microsoft, está é a essência do pesadelo.

-------------------------------

E vocês, o que acham da possibilidade? O que poderia acontecer à Microsoft se a Google investisse num Sistema para desktops? Comente!
Rodriggo Dell · Iago Bruno Rede Social Beta © 2014 · Termos · Privacidade · Equipe · Contato · Sobre · Participar